Sebrae quer concluir selo de indicação geográfica do bordado até o final de 2018


Uma das metas do Sebrae para potencializar a cadeia produtiva do bordado é a conquista do selo de indicação geográfica. Esse trabalho está sendo desenvolvido há cerca de três anos, através de parceria entre o Sebrae e o Cracas.

“Essa meta deverá ser cumprida até o final de 2018 e será muito importante para o fortalecimento do bordado”, afirma José Rangel, consultor do Sebrae em Caicó responsável pelo projeto. Ele explica que o selo garante a autenticidade dos produtos que são feitos com um viés artístico com características regionais, em cidades como Caicó, Timbaúba dos Batistas, Jardim de Piranhas e Jardim do Seridó.

João Hélio Cavalcanti aponta que a indicação geográfica é um processo longo, mas que dará autenticidade ao bordado produzido no Seridó e poderá alavancar a economia da região, “O Sebrae vem trabalhando o fortalecimento do bordado e o selo de indicação geográfica vai ampliar mercados e conceder a titularidade a uma atividade econômica que é tão importante para a economia da região”, destacou.