Marcos Dantas

RN necessitaria de 242 mil mamografias para cobrir 100% das mulheres dependentes do SUS


No Rio Grande do Norte estima-se que o número de mamografias necessárias para uma cobertura de 100% das mulheres dependentes do Sistema Único de Saúde – SUS seja em torno de 242 mil exames/ano. Atualmente a cobertura está em torno de 9% (22.756 exames/ano), considerando o rastreamento para as mulheres entre 50 e 69 anos. Em 2016 a SESAP-RN assegurou na Programação Pactuada Integrada da Assistência (PPI-RN) a realização de 98.174 mamografias de rastreamento (mulheres assintomáticas na faixa etária de 50 a 69 anos) em todo o Estado.

Do total pactuado foram realizadas até o dia 30 de setembro de 35.592 mamografias, com um alcance de meta de 36,25%. Este resultado ainda não é suficiente para reduzir a tendência de mortalidade por câncer. O diagnóstico ainda é feito em estágios mais avançados da doença. O diagnóstico tardio pode estar relacionado com a dificuldade de acesso da população feminina aos serviços e programas de saúde.

O Estado conta com 27 serviços de mamografia credenciados ao SUS incluindo SUS e o sistema privado de saúde. Há 22 mamógrafos de comando simples (para o exame preventivo e diagnóstico precoce do câncer de mama) e 5 mamógrafos com estereotaxia (que identifica a posição exata do tumor para a realização de biópsia e/ou retirada do tumor de forma precisa).

Os mamógrafos estão localizados em 12 municípios do Estado, distribuídos em 7 regiões administrativas, com maior concentração no município de Natal, sendo 5 serviços com mamógrafos simples e 2 com estereotaxia. Esses mamógrafos têm capacidade para produzir cerca de 135 mil mamografias por ano (considerando-se a produção diária de 25 exames por mamógrafo/200 dias úteis/ano). O parâmetro estabelecido pelo Ministério da Saúde é um (1) mamógrafo para cada 240 mil habitantes.