Presidente da Venezuela denunciará ao Papa Francisco ‘uso de crianças’ em atos violentos

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou que enviará uma carta ao papa Francisco solicitando a ele que faça a mediação com a oposição para evitar “utilizar crianças” em atos de violência durante os protestos.

Maduro disse que deputados opositores, sem identificá-los, recruta jovens para gerar distúrbios nas manifestações que a oposição realiza desde 1 de abril, e que, segundo o Ministério Público, já deixou 66 mortos e mais de mil feridos. “Lhes dão drogas, lhes dão dinheiro”, disse Maduro.