Marcos Dantas

Presidente da Assembleia recebe entidades do Fórum Estadual de Segurança Pública


ezequiel-com-forum-da-seguranca-publica

O atraso de salários e o corte no orçamento nos setores de Segurança Pública foram os temas de uma reunião entre o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), e integrantes dos sindicatos que integram o Fórum Estadual de Segurança Pública, nesta quarta-feira (19), na presidência da Casa Legislativa.

“As entidades buscam no Poder Legislativo a intermediação das negociações junto ao Governo do RN para que ocorra no mínimo o encurtamento no atraso dos salários das categorias da segurança, que atualmente chega a um mês. E, também, querem discutir o orçamento de 2017 de modo que as entidades não sejam sacrificadas com cortes que impossibilitem o andamento do sistema de segurança pública do Estado”, relatou o presidente Ezequiel Ferreira.

A reunião contou com a participação do deputado Fernando Mineiro (PT) que enfatizou a necessidade da regularização dos salários dos servidores da Polícia Civil, Polícia Militar, Itep e Corpo de Bombeiros. “Bem como promover reuniões específicas na Assembleia para as temáticas da segurança. Na Comissão de Finanças e Fiscalização temos que debater o orçamento de 2017 e na Comissão Especial de Segurança Pública que o Fórum Estadual da Segurança Pública seja ouvido para que sugestões sejam apresentadas ao relatório de análise da crise no setor”, disse o deputado.

Ao longo da reunião também participou do encontro da deputada Márcia Maia (PSDB) que externou sua preocupação com possíveis cortes orçamentários para a Segurança Pública.

Integram o Fórum a Associação dos Delegados da Polícia Civil (ADEPOL), Sindicado dos Policiais Civis (SINPOL), Associação dos Subtenentes e Sargentos da PM, Associação dos Bombeiros Militares e Associação dos Escrivães de Polícia Civil.

A presidente da ADEPOL, delegada Ana Cláudia, conclamou os deputados para que façam a mediação junto ao Poder Executivo para que os salários sejam colocados em dia. “Na sexta-feira (21) teremos um dia de mobilização e vamos entregar ao Governo, Poder Judiciário e ao Poder Legislativo um documentos com sugestões do fórum para que se encontre caminhos de superação desta crise”, salientou.

Paulo César de Macedo, presidente do Sinpol-RN, destacou seu descontentamento com o Governo do RN que na sexta-feira (14), em mesa de negociação, assegurou o pagamento das categorias para a segunda-feira (17) e no sábado (15) o secretário de Planejamento e Finanças, Gustavo Nogueira, disse justamente o contrário. “O que o governo prometeu não aconteceu. E na terça-feira (18) se anunciou o pagamento de quem ganha até R$ 5 mil até dia 21 e só no dia 29 o restante”, disse.