Marcos Dantas

Polícia ainda não descobriu motivações para a morte de político em Goianinha


Foto: Aléx Regis

Foto: Aléx Regis

Da Tribuna do Norte – As circunstâncias da morte do agrônomo e político Renato Lima, que disputou a Prefeitura de Goianinha, ainda não estão claras para a Polícia Civil. Encontrado morto na manhã desta quarta-feira (16) dentro de seu carro em fazenda de sua propriedade, Renato Lima estava com marca de tiro próximo ao ouvido. A perícia foi realizada e a Polícia aguarda o resultado para definir o que pode ter ocorrido.

Segundo o delegado Wellington Gomes, não havia marca de tiros nos vidros ou na lataria do carro e, pela posição em que Renato Lima foi atingido, está claro que o disparo foi efetuado dentro do veículo. No interior do carro, no entanto, não havia arma.

“Nenhuma hipótese pode ser descartada porque houve uma pequena violação do local, do carro. O veículo estava aberto quando chegamos. Vamos aguardar antes de falar algo mais concreto sobre as circunstâncias do caso”, explicou o delegado Wellington Gomes.