Papa Francisco apela por desarmamento nuclear

O papa Francisco pediu aos líderes mundiais que atuem para promover o desarmamento nuclear, com objetivo de preservar os direitos humanos, especialmente daquelas pessoas menos favorecidas.

O comunicado foi feito da janela do apartamento papal com vista para a Praça de São Pedro, no Vaticano, neste domingo (10), de onde Francisco disse que é preciso “trabalhar com determinação para construir um mundo sem armas nucleares”.

O apelo do líder da Igreja Católica ocorre após o aumento da tensão entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte, despertando a atenção quanto aos efeitos catastróficos sob o ponto de vista humanitário e e ambiental, caso sejam usados dispositivos nucleares. Francisco pediu que o diálogo seja intermediado por um terceiro país e, com isso, evite o confronto.

Francisco afirmou, na oração semanal do Angelus, que homens e mulheres do mundo inteiro têm “a liberdade, a inteligência e a capacidade de orientar a tecnologia, limitar seu poder, a serviço da paz e do verdadeiro progresso”.