Marcos Dantas

Nuzman: descrença internacional foi principal entrave vencido pelo Brasil


carlos-artur-nuzman

O presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, disse hoje (14), no Rio de Janeiro, que o principal entrave vencido pelo Brasil nos Jogos foi a descrença internacional. Ele recebeu o prêmio Visconde de Mauá de Desenvolvimento do Esporte 2016, concedido pela Associação Comercial do Rio de Janeiro, durante premiação do concurso Casas de Hospitalidade Rio 2016.

O presidente da ACRJ, Paulo Protásio, ressaltou que, com a realização dos Jogos no Rio de Janeiro, “nós provamos ao mundo que somos mais capazes do que eles acham que somos”. Completou que “o dever de casa foi feito”. Carlos Arthur Nuzman dividiu a premiação com a equipe do Comitê Rio 2016 e com os três níveis de governo (federal, estadual e municipal) porque “ninguém consegue organizar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos” se não tiver esse apoio. Nuzman externou que “todos nós, juntos, conseguimos superar todas as dificuldades para a realização dos Jogos”.