Marcos Dantas

Médicos da rede pública entram em greve por tempo indeterminado


Os médicos que atuam nas prefeituras de Natal e Parnamirim, além dos que estão lotados na Secretaria de Saúde do Estado, estão de braços cruzados. O início da greve foi definido em assembleia do Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte (Sinmed RN) e os serviços já estão prejudicados.

O Sinmed informou que as principais pautas de reivindicações são o pagamento dos salários que estão atrasados por parte das prefeituras e do Estado, melhorias nas estruturas das unidades de saúde e das condições de trabalho, o cumprimento do calendário constitucional de pagamento (até o último dia útil do mês em exercício), implementação do Plano de Cargos para os médicos de Natal e a formalização dos contratos de trabalho na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Nova Esperança, em Parnamirim.