Marinha retira 716 itens proibidos da Penitenciária Estadual de Parnamirim


A presença de tropas da Forças Armadas alterou a rotina na Penitenciária Estadual de Parnamirim – PEP na manhã de sexta-feira (10). A partir das 8 horas, fuzileiros navais vindos do Rio de Janeiro entraram no presídio para iniciar procedimentos da Operação Varredura. Cerca de 500 militares da Marinha, de unidades potiguares e cariocas, foram mobilizados para dar suporte à ação – que conta com apoio das forças de segurança pública do Rio Grande do Norte. Autorizada por decreto presidencial publicado no dia 17 de janeiro, e solicitada pelo governador Robinson Faria, a operação apreendeu  716 itens proibidos para manuseio dos presos como armas, munição, drogas e aparelhos de telefonia móvel.