Jogar simples e manter a calma é a receita da reação abecedista

Quatro derrotas consecutivas na série B são suficientes para abalar e tirar a confiança de qualquer grupo, ninguém dentro do ABC conseguiu engolir ainda a brusca queda de rendimento da equipe na competição, mas a receita é uma só: o momento não é para perder a tranquilidade.

O goleiro Edson, que se transformou no porta-voz do grupo, é o único atleta que não vem se recusando a dar entrevistas no final das partidas e ele vem batendo muito na questão da manutenção do foco e aponta “agora chegou o momento de ver quem responde bem aos momentos delicados”.

O próximo confronto da equipe está marcado para terça-feira, contra o Londrina no estádio do Café-PR, Geninho tem muito pouco a modificar o grupo a não ser trabalhar bem o lado psicológico dos atletas, no sentido de provocar uma reação e não deixar que os mesmos se rendam e abaixem a cabeça após um período de oscilação forte.

“Tem de manter a tranquilidade, uma sequência negativa dessas realmente abala, desestrutura, mas não podemos perder o controle. Se fizermos isso temos tudo para sair dessa situação, mas se deixarmos o desespero se instalar, complica ainda mais. Apenas com a cabeça boa poderemos buscar uma reação e modificar o quadro atual”, destacou Oswaldo, defensor alvinegro.