Joesley Batista afirmou à PGR que blefava ao falar em compra de juiz


Do Globo – Joesley Batista, o dono da JBS e figura central da delação, afirmou e apresentou provas durante sua delação que houve cooptação por sua organização criminosa de um procurador da operação Greenfield, Ângelo Goulart Villela, mas não de um juiz.

O esclarecimento foi necessário porque, na conversa gravada com Michel Temer, Batista havia dito que comprara um procurador e um juiz. Ao ser indagado sobre o juiz, Batista afirmou que havia blefado para Temer e que, na verdade, só havia cooptado Villela.