Marcos Dantas

Governador culpa Roberto Germano e Henrique Alves pela demora na construção da Adutora Emergencial de Caicó


A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) informa que o abastecimento das cidades de Caicó, Jardim de Piranhas e São Fernando está temporariamente suspenso em função da baixa do rio Piancó/Piranhas/Açu. Para minimizar os efeitos da crise hídrica, o Governo do Estado está envidando esforços para reestabelecer o abastecimento.

Uma das alternativas para o abastecimento do Seridó era a construção da adutora de emergencial de Caicó. Mas articulações políticas promovidas pelo prefeito de Caicó, Roberto Germano e o ex-deputado Henrique Alves, junto ao ministro do PMDB Helder Barbalho fizeram com que o Ministério da Integração Nacional retirasse a obra da Caern e passasse para o Departamento Nacional de Obras de Combate as Secas (DNOCS).

Desde maio o  projeto da adutora emergencial estava pronto, aguardando apenas o repasse da Defesa Civil Nacional para ser realizado. Com a mudança na gestão, o equipamento que iria contribuir para abastecer 100 mil potiguares voltou para a estaca zero.

Diante do colapso, uma das alternativas buscadas para amenizar o problema é a perfuração de poços. A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH), já realizou mais trinta perfurações. Destes, conseguiu condições de exploração em 14 poços.

Destes, sete  poços já foram testados e outros sete terão vazão ainda nesta semana, como alternativa para a recuperação de parte do abastecimento.  O Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn) também tem atuado permanentemente junto aos órgãos federais na tentativa de coibir o uso indevido da água.