Marcos Dantas

Estudante de Jucurutu descreve em versos comunidade onde mora e vai a Olimpíada de Língua Portuguesa


alunojucurutu

Do Mossoró Hoje – O jovem estudante Francisco Felipe Izidro, de Jucurutu/RN, se classificou para a semifinal na 5ª Olimpíada de Língua Portuguesa: Escrevendo o Futuro, na categoria Poema. A 5ª Olimpíada de Língua Portuguesa está sendo realizada pelo Centro Estudos e Pesquisas em Educação Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), do Ministério da Educação.

A Olimpíada é um concurso de produção de textos para alunos e professores de escolas públicas brasileiras, do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio. As inscrições da 5ª Olímpiada foram feitas até o dia 30 de abril passado. Francisco Felipe estuda a 6ª série na Escola Estadual Professora Maria das Graças Silva Germano.

Esta unidade fica localizada na localidade de Boi Selado, perto do Sídio Jangada, zona rural de Jucurutu. Felipe teve o apoio dos pais e o incentivo incondicional da professora/orientadora Izabel Francisca de Sousa. Na fase classificatória, o jovem de Jucurutu participou das atividades junto com a coordenadora pedagógica Aparecida Sousa, do dia 22 a 25 em Salvador, na Bahia. Falou que ficou encantado com a viagem e com o que conheceu na capital baiana.

Com o título A Jangada do Sertão, Felipe homenageia sua comunidade (sírio Jangada). Descreve com maestria o lugar, destacando o sofrimento em função da seca e até cita uma certa “moreninha”, a qual não entrou em detalhes. Felipe não teve o seu poema selecionado para etapa final, da competição, em Brasília, porém, por ter chegado a etapa regional, pode se considerar vitorioso e foi aplaudido pelos professores e pais e amigos ao desembarcar em Jucurutu.

A primeira pessoa que visitou ao chegar em Jucurutu foi a professora Izabel, a quem contou que ficou encantado com o que conheceu em Salvador e também as pessoas que teve acesso. “Encantada estou eu, com a capacidade de compreensão de mundo, que ele tem, e com a alegria, a felicidade e a maturidade que é expressada em suas palavras e atitudes”, diz a professora Izabel Francisca de Sousa.

E acrescenta: “Parabéns, meu poeta! Você me proporcionou uma grande alegria este ano! Que Deus continue te iluminando, para que tenha muito sucesso. Sempre estarei na torcida por você! Pense em uma professora que está feliz, é a sua!”. A secretária estadual de Educação, Cláudia Santa Rosa, também fez questão de reconhecer o feito do jovem estudante em seu perfil no FaceBook. “Um orgulho Potiguar!!!”, escreveu a secretária Estadual de Educação, Claudia Santa Rosa, que tem doutorado em educação, destacando o poema feito pelo garoto.

Título: A JANGADA DO SERTÃO
Autor: Francisco Felipe Izidro (6º ano)

Sitio Jangada é meu lugar
RN é meu estado
um canto bom de morar
fica perto de Boi Selado
e na minha poesia
ele será apresentado.
 
Terra de Chico Ovídio,
foi um grande fazendeiro
com uma casa bem bonita
um açude no terreiro
depois que ele morreu
sua casa chora o dia inteiro.
 
Cada pé de algaroba
com o vento a balançar
parece até com as ondas
que só existe no mar
quando passo lá de baixo
vejo o passarinho voar.
 
O lugar é um céu
com toda sua beleza
o canto do sábia
faz carinho com leveza
o canto do guiné
espanta qualquer tristeza.
 
Aqui na minha terra
criança vive a sorrir
também vejo a molecada
que gosta de se divertir
e ainda tem a moreninha
que me encanta por aqui.
 
Aqui no meu lugar
tem homem trabalhador
ceramista e leiteiro
e também o lenhador
e não posso me esquecer
do sofrido agricultor.
 
No meu lugar o sol é quente
quente, quente de assombrar
a pele da minha gente
esta perto de queimar
peço a Deus misericórdia
para esse sol esfriar.
 
Aqui o homem corta terra
usando a campinadeira
com o burro ou o boi manso
que sombra lá na mangueira
mulher lava roupa na pedra
e menino caça com baladeira.
 
Aqui o povo enfrenta
a seca que é um horror
é muita dificuldade
para esse povo sofredor
e todos pedem socorro
a Jesus nosso senhor.
 
Assim encerro meus versos
da minha terra querida
que mesmo com os problemas
é uma alegria de vida
e eu queria que ela
fosse mais reconhecida.