Em depoimento, Joesley garante ter gravações ainda não entregues ao MPF


O empresário Joesley Batista, que passou sua primeira noite preso na Superintendência da Polícia Federal em Brasília, garante ter áudios ainda não entregues às autoridades. A afirmação foi feita em depoimento prestado ao Ministério Público Federal na última quinta-feira (7).

O acordo de delação do dono e de outros executivos da J&F está em processo de revisão e pode ser cancelado. Diante da suspeita do MPF de que os delatores omitiram informações, os benefícios do acordo foram suspensos temporariamente pelo ministro Luiz Edson Facchin.