Marcos Dantas

Eduardo Cunha volta a ser hostilizado em voo da ponte aérea Rio-São Paulo


Uma semana após ter o mandato cassado, o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB/RJ) foi agredido verbalmente nesta segunda-feira em um voo, na ponte aérea Rio-São Paulo. Esta é a segunda vez que Cunha é hostilizado em público: na semana passada, ele foi xingado no Aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília. Cunha, que viajava sozinho, foi alvo de um discurso inflamado de uma jovem assim que o avião aterrissou no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

“Senhor Eduardo Cunha, muito obrigada por roubar o Brasil inteiro. Todos aqui estamos muito gratos pelo que o senhor fez, muito obrigada. Espero que o senhor apodreça na cadeia. É isso que desejo para o senhor. Não é justo a sociedade ter que conviver com uma pessoa da sua figura, não é justo,” disse a jovem, que filmou toda a cena. Sem se abalar, Cunha continuou seu ritual de saída da aeronave, e pegou sua bagagem de mão. O protesto da moça foi acompanhado de aplausos dos que estavam nos assentos próximos.