Marcos Dantas

Dom Antônio Carlos: “Meu desejo é uma pesquisa sobre as verdadeiras causas de suicídio no Seridó”


Dentre as lutas sociais travadas pelo bispo da Diocese de Caicó, Dom Antônio Carlos, uma tem sido a de aprofundar a discussão pela valorização da vida. Em parceria com a UFRN, profissionais de saúde e outras denominações religiosas, várias tem sido as atividades com esta finalidade.

A próxima acontece no sábado, dia 19 de novembro, quando em encontro com prefeitos reeleitos e eleitos, psicólogos, psiquiatras, representantes da diocese e da UFRN, serão discutidas medidas de como enfrentar o aumento no índice de suicídios na região do Seridó, a começar por ações na área de saúde pública.

Em entrevista ao Panorama 95 (Rural FM) desta sexta-feira (11), o bispo Dom Antônio Carlos chegou a sugerir uma pesquisa, quem sabe feita pela UFRN, das causas que tem levado, ao longo de décadas, seridoenses a cometerem suicídios.

Esse é um quadro que a gente vai constatando, e a pergunta é o que nós podemos fazer. A Universidade pode dar uma grande colaboração, uma pesquisa. Eu gostaria muito que tivéssemos uma pesquisa para sabermos quais são as verdadeiras causas de suicídio aqui no Seridó. Não me convence essa resposta de depressão. Com certeza tem a depressão, mas depressão não é uma coisa só daqui. Em outros lugares existem índices de depressão maior, e porque que a nossa depressão daqui tem esse viés. Do ponto de vista espiritual o que podemos fazer? Como criar uma pastoral que possa dar um suporte para famílias que estão sofrendo com isso? Que aspecto poderíamos contemplar nas nossas homiliadas? Vai ser uma frente onde vamos ver muitas saídas, também com os profissionais de saúde, com os gestores”, explicou Dom Antônio.

Confira a declaração: