Marcos Dantas

Denúncias de violência contra a mulher aumentam no RN


A Central de Atendimento Disque 180, serviço de denúncia especializado em violência contra a mulher, recebeu nos oito primeiro meses deste ano mais denúncias do que em todos os meses de 2015. De janeiro a agosto de 2016, o serviço já foi acionado 689. Ao longo de 2015, foram 682 denúncias do Rio Grande do Norte. Os dados são da Coordenadoria de Defesa dos Direitos das Mulheres e da Minoria (CODIMM). De acordo com a assistente social do órgão, Graça Torres, a tendência é que a quantidade de denúncia até o final deste ano cresça “bastante” em relação ao ano anterior. Apesar da quantidade crescente, Graça ressalta que a falta de divulgação de canais de denúncia.
Em 2016, as Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher (DEAMs) já registraram 61 casos de estupro no Rio Grande do Norte

O levantamento mostra que, do total de denúncias feitas em 2016, 134 foram “ameaças”, 32 “cárcere privado”, 11 de violência sexual e 88 de outras categorias. Conforme os dados da CODIMM, somente este 30 denúncias foram feitas do município de São Gonçalo do Amarante, o restante está distribuído em todo o estado. “A quantidade de denúncias é muito alta, assustadora. Mas acredito que ainda existe pouca divulgação sobre os canais, que são vários”, disse Graça.