Com reforma política, serão eleitos os candidatos mais votados

A partir das eleições do ano que vem, o sistema eleitoral brasileiro pode mudar.  O “Distritão”, como é chamado, foi aprovado na Comissão que discute a Reforma Política na Câmara do Deputados. Agora poderá valer um sistema majoritário em que serão eleitos os candidatos mais votados de uma determinada região.

O Distritão é um modelo de votação semelhante ao que ocorre atualmente para os senadores e vai se aplicar, também, aos deputados federais e estaduais, além dos vereadores. Já a partir das eleições de 2022, o sistema que deve vigorar é o distrital misto, como explica o analista político, Marcelo Moraes.

“São duas opções: o distrital misto, que você tem o voto distrital mais o voto em lista partidário e o distritão. São duas formas, com três opções de votação, sendo que duas opções estariam dento do mesmo formato que é o distrital misto, por isto que é chamado de distrital misto, ele tem a lista partidária e o voto distrital. Essas são as mudanças mais importantes e que vão dar uma diferença também importante na eleição dos parlamentares em função de você ter com o voto distrital um parlamentar que é mais próximo de uma determinada comunidade.”