Macau

Macau: promotoria de Justiça e Conselho Tutelar alertam sobre jogo Baleia Azul


A Promotoria de Justiça com atribuições na defesa da infância e juventude da comarca de Macau, junto ao Conselho Tutelar local, estão realizando um trabalho de proteção e orientação aos pais e responsáveis por crianças e adolescentes da cidade, no sentido de orientá-los em relação aos perigos no manuseio da internet, principalmente no que diz respeito ao jogo “Baleia Azul”, bastante noticiado recentemente em toda mídia.

A partir de uma denúncia anônima, tomou-se conhecimento de possível vítima do jogo “Baleia Azul” em Macau, e como forma de investigar os fatos, a 1ª Promotoria de Justiça, através da representante ministerial, promotora de Justiça Isabel de Siqueira Menezes, buscou o Conselho Tutelar, a fim de adotar as primeiras providências junto à família da adolescente.

Nesta quinta-feira (20), a promotora de Justiça de Macau, acompanhada de Giselda Vasconcelos, Assistente Social do MPRN, e Flávio Ribeiro, presidente do Conselho Tutelar de Macau, foram às rádios locais, a fim de prestarem informações sobre o jogo “Baleia Azul”, buscando esclarecer à população sobre os perigos do uso indiscriminado da internet por crianças e adolescentes, bem como os meios de proteção e ajuda às eventuais vítimas.

Prefeito de Macau anuncia em sua página do Face que não haverá o tradicional carnaval


O prefeito Túlio Lemos anunciou em uma live na sua página do Facebook, na sexta-feira (10) que acatará a recomendação do Ministério Público e a prefeitura não arcará com despesa alguma, para a realização de festa momesca em 2017 em todo o município.

Túlio Lemos fez o comunicado oficial poucas horas depois de deixar o Ministério Público, onde apresentou a Promotora de Justiça, Isabel Menezes todo o detalhamento das investidas da atual gestão para realizar o evento, evitando custos para a prefeitura.

Antes de deixar a prefeitura, ex-prefeito de Macau doou terreno do Município a ele mesmo


O ex-prefeito de Macau, Einstein Barbosa doou para o seu patrimônio um terreno do município, de cerca de 20 mil metros quadrados, localizado na comunidade de Quixabas. Está publicado no Diário Oficial do Município, edição de 21 de dezembro de 2016, o Decreto de nº 2273/2016, de 16 de dezembro de 2016.

O documento diz: “Artigo 1º , – Fica autorizado o direito de resgate de 01 (um) terreno, localizado na Comunidade de Quixabas – Macau/RN, com uma área de 19.793.21 m3, mediante pagamento de laudêmio de 5% (cinco por cento) do valor venal definido em R$ 1.160,81 (um mil, cento e sessenta reais e oitenta e um centavos) devidamente especificado na planta de localização em anexo, tendo como beneficiário o Sr. EINSTEIN ALBERT SIQUEIRA BARBOSA, CPF Nº 875.998.214-49 e RG nº 1.438.393 – SSP-RN…” Ao final, subscreve EINSTEIN ALBERT SIQUEIRA BARBOSA – Prefeito Municipal.

Ainda referente à doação do terreno de quase 20 mil metros quadrados do patrimônio municipal ao patrimônio pessoal do então prefeito Einstein Barbosa, um fato chamou atenção: o ex-prefeito que também é advogado pagou aos cofres do município a quantia insignificante de R$ 58,04 (5% do valor do valor estimado do bem pelo poder público municipal). 

O advogado Erick Pereira, doutor em Direito Constitucional, opinou com perplexidade sobre o escândalo. “Sem dúvida, trata-se de mais um crime que será encaminhado ao Ministério Público diante da gravidade e ousadia do ex-prefeito se autobeneficiar. Impossível imaginar que um prefeito no apagar das luzes da sua gestão tenha a coragem de fazer uma doação de um terreno público para si próprio sem nenhum medo de responder a processos penais e de improbidade”, concluiu doutor Erick Pereira. 

Prefeito de Macau garante não ter encontrado valores da repatriação nos cofres


Os recursos na ordem de R$ 777.381,32, correspondentes à multa da repatriação, depositados na conta da prefeitura de Macau pelo Governo Federal, no último dia do ano de 2016 não foram encontrados na conta bancária. Lembrando que esse valor da repatriação chegou perto de R$ 1,3 milhão a mais nos cofres do município, incluindo aí que 1% foi descontado para o PASEP, 15% para a Saúde e 20% para Educação.

Ex-prefeito de Macau, Flávio Veras ganha liberdade


A juíza Cristiany de Vasconcelos concedeu alvará de soltura ao ex-prefeito de Macau, Flávio Vieira Veras. Ele estava preso no Centro de Detenção de Pirangi em Natal há mais de um ano, acusado de  envolvimento em crimes contra o patrimônio Público.

Túlio Lemos indica equipe de transição em Macau


O prefeito eleito de Macau, Tulio Lemos, constituiu a Comissão de Transição que irá acompanhar todas as providências legais até o dia de sua posse e confiou essa missão ao vice-prefeito eleito, Rodrigo Aladim. Juntamente com outros profissionais de diversas áreas, Aladim terá a oportunidade de conhecer a real situação em que se encontra a administração na Prefeitura Municipal de Macau.

Embora uma série de informações de malversação sobre a administração atual tenha chegado ao seu conhecimento, Tulio Lemos tem recomendado cautela aos membros da Comissão de Transição. “Nossa equipe atuará com bastante seriedade para se buscar a real situação que iremos enfrentar a partir do dia 1º de janeiro”, afirmou o prefeito eleito.

Comunicador Túlio Lemos é o novo prefeito de Macau


Recebendo 87,53% dos votos válidos, correspondente a 9.115 votos, o comunicador Túlio Lemos (PSD) venceu a disputa da prefeitura de Macau – terceiro maior colégio eleitoral da Região Salineira potiguar com 21.928 eleitores, depois de Mossoró e Areia Branca.

Ao tomar conhecimento do resultado da apuração, Tulio ao lado do seu vice-prefeito, Rodrigo Aladim (PSDB) declarou: “Foi difícil, mas Deus abençoou nossa caminhada. Essa vitória é do povo livre que deseja uma Macau melhor para todos”, disse em suas primeiras palavras.

O principal rival na disputa eleitoral, o ex-prefeito José Antônio Menezes (DEM) com registro de candidatura indeferido pela justiça eleitoral em 1º Grau, teve 7.763 votos computados nulos pelo sistema do Tribunal Superior Eleitoral.

Nesse caso, em segundo lugar na disputa ficou Dércio Cabral (PDT) com 961 votos e em terceiro lugar, Edival da Lanchonete (PR), com 338 votos.

Adiada abertura da Central do Cidadão de Macau


A inauguração da Central do Cidadão de Macau, que seria realizada na manhã desta terça-feira (27), foi adiada por recomendação do Ministério Público. Segundo o coordenador do setor responsável pela Central do Cidadão, Clênio Maciel, os serviços à população deverão ter início no próximo dia 4.

A central de Macau funcionará das 7h às 13h e vai oferecer emissão de carteira de identidade e de CPF, serviços do Detran-RN e da Caern. Além disso outros serviços serão implantados posteriormente, entre eles, o Procon e a emissão carteira de trabalho. A expectativa é que sejam realizados 20 mil atendimentos por mês, beneficiando a população de Macau e de cidades próximas como Porto do Mangue, Guamaré e Galinhos. A estrutura funcionará provisoriamente em prédio locado, até a construção de uma central modelo, prevista para 2017.

Após falência, credores da Alcanorte são convocados


As empresas que integram o Grupo Álcalis tiveram “autofalência” decretada em março deste ano e, nesta semana, a Vara Única de Arraial do Cabo, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, publicou edital de convocação para habilitação dos credores. O grupo englobava empresas no Rio e também no Rio Grande do Norte.

A lista potiguar inclui a Alcanorte – fábrica criada para produzir barrilha há quase 40 anos, que nunca funcionou. Detalhes sobre a dívida e os credores separadamente por empresa não foram divulgados.

Contudo, no levantamento mais recente feito pela Justiça, em 16 de dezembro de 2015, a dívida fiscal do grupo somava R$ 103.218.268,92. Havia ainda outros débitos: mais de R$ 30 milhões em IPTU, devidos ao município de Arraial do Cabo (RJ), e centenas de reclamações trabalhistas que ultrapassam R$ 100 milhões.

Mesmo impedido, José Antônio vai continuar fazendo campanha em Macau


Blog do César Santos – O ex-prefeito de Macau, José Antônio, que teve a candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral (leia AQUI), vai continuar em campanha. A garantia é dada pelo advogado Marcos Lanuce, que defende o candidato favorito nas eleições do município salineiro. Segundo Lanuce, o seu cliente não pode ser enquadrado na Ficha Limpa, como fez a juíza Andrea Antas, da 30a zona eleitoral.

Lanuce justifica que a juíza se referiu a um caso anterior à lei da Ficha Limpa e que por isso não pode ser aplicado agora. Ele ressalta que a inelegibilidade de José Antônio se extingue no próximo dia 5 de outubro, quando a eleição já tem passado, mas o processo eleitoral ainda não. O processo eleitoral só se encerra com a diplomação dos eleitos, o que só acontecerá em dezembro, afirma. O advogado vai recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN).

Registros de candidaturas de Zé Antônio e do Coronel Fernandes são indeferidos pela juíza de Macau


joseaA juíza da 30ª Zona Eleitoral de Macau, Andrea Cabral Antas da Câmara, indeferiu na tarde desta segunda-feira (12) o pedido de registro das candidaturas a prefeito de Macau do médico José Antônio Menezes (Zé Antônio) e do seu vice-prefeito, André Luiz Fernandes da Fonseca (Coronel Fernandes).

No caso de Zé Antônio, a juíza Andréa Cabral reconheceu a incidência do mesmo em causa de inelegibilidade prevista  no art. 1º, I, “d” e “j”, da LC nº 64/90. “Destarte, tendo em vista que a condenação do impugnado na Representação nº 1875/2008 e na AIJE nº 137-2008 diz respeito à eleição de 2008, ocorrida em 05/10/2008, verifico que a inelegibilidade do mesmo deve perdurar até 05/10/2016, sendo evidente que na data da eleição do corrente ano (02/10/2016) não estará apto a concorrer.

Ressalto que não há qualquer plausibilidade na tese da defesa de que, considerando que na data da diplomação o prazo de 8 anos já terá cessado, deve ser afastada a inelegibilidade, eis que é inadmissível que quem esteja inelegível na data da eleição possa concorrer (…) Desta feita, estando reconhecida a inelegibilidade com fundamento no art. 1º, I, “d” e “j”, da LC nº 64/90, *não verifico a aptidão de JOSÉ ANTONIO MENEZES SOUSA para concorrer ao cargo de Prefeito do Município de Macau/RN*”.

Já André Luís Fernandes da Fonseca teve seu registro indeferido ante a ausência de comprovação da sua desincompatibilização no prazo legal. Essa decisão cabe recurso junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Em todo caso, amanhã, terça-feira,13, é o último dia que a Justiça dá para que ocorra a troca de candidatos. Recentemente quando esteve em Macau, onde participou da passeata das mulheres, realizada pela coligação “A força quem vem do povo”, do candidato Zé Antônio, o senador José Agripino insinuou em seu discurso que Zé Antônio não se preocupasse porque qualquer coisa seria resolvida em Brasília.

Mantida prisão do ex-prefeito Flávio Veras denunciado por usar documento falso


O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou seguimento (julgou inviável) ao recurso ordinário em Habeas Corpus (RHC) 136168 apresentado pela defesa de Flávio Veira Veras, ex-prefeito de Macau (RN), denunciado por uso de documento falso (artigo 304 do Código Penal). Segundo a denúncia, o documento em questão é a Portaria nº 046/2014 GP, na qual teria sido inserida data retroativa de 12 de novembro de 2014 com a finalidade de alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante, a fim de simular um preexistente rompimento político entre o atual prefeito e Flávio Veras, seu antecessor.

O documento teria sido utilizado para embasar a defesa de Veras e obter habeas corpus perante o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJ-RN), afastando sua responsabilidade pelos crimes desvendados na operação Máscara Negra, pelos quais havia sido preso. Flávio Veras está preso preventivamente desde dezembro de 2015. Sua prisão foi decretada para a garantia da ordem pública, em razão da reiteração delitiva do ex-prefeito, que responde a inúmeras ações penais envolvendo crimes contra a Administração Pública. Outro fundamento utilizado foi o efetivo risco ao processo, pelo fato de ter utilizado documento público ideologicamente falso para obter benefício.

UnP realiza Festival de Música neste final de semana


Este final de semana promete ser agitado na capital potiguar. A UnP realiza a quarta edição do seu Festival de Música, que a cada ano surpreende em quantidade e qualidade dos músicos inscritos. Neste ano, o Festival atingiu recorde de inscritos, obtendo um crescimento de 60% em relação ao ano passado.  Ao todo, foram 115 inscrições sendo 99 da modalidade Universitária e 16 da modalidade High School.

“É surpreendente a quantidade de talentos de todos os gêneros que temos no estado. Não foi fácil ter que selecionar apenas 20, quando tínhamos mais de 40 candidatos com reais condições de serem selecionados. Desejamos sucesso aos finalistas! Aos que não conseguiram nesse momento, digo apenas que não desistam dos seus sonhos, acreditem sempre”, disse o prof. Francisco de Paula, Coordenador do Festival, que também fez parte da equipe formada por músicos e professores da Universidade responsável pela seleção dos talentos que se apresentarão no evento.

O evento é gratuito e aberto ao público, e nesta edição oferece R$ 15 mil em prêmios. Neste ano a seleção foi aberta para alunos, egressos e colaboradores da UnP, além de alunos do Ensino Médio das escolas parceiras da Universidade.

Pesquisa Consult aponta vantagem de Zé Antônio e Coronel Fernandes em Macau


ze e coronéSe a eleição para prefeito de Macau fosse hoje o candidato Zé Antônio (DEM 25), que tem como candidato a vice-prefeito Coronel Fernandes, venceria a eleição por mais de 2.500 votos de maioria, sobre o segundo colocado que seria o candidato Túlio Lemos (Psd). É o que aponta a mais recente pesquisa oficial de opinião pública feita pelo Instituto Consult.  A pesquisa do Instituto Consult foi contratada pelo jornal Potiguar Notícias, está registrada sob o número RN 05967/2016 e foi divulgada no DOMINGO (21/08/2016) no portal www.potiguarnoticias.com.br. Foram realizadas 420 entrevistas, no dia 10/08/2016 e a margem de erro é de 4.0% com confiabilidade de 95%.

Na pergunta estimulada “Em quem o(a) sr.(a) (você) votaria para prefeito”, 25,2% votariam em Zé Antônio, 13,3% em Túlio Lemos, 1,7% em Décio, 0,2% em Edval, 0,2% em Coronel Fernandes, 0,2% em Luiz Claudio, 0,2% em Flávio Veras, 47,6% afirmaram não saber em quem votar e 11,2 não votariam em nenhum candidato. Baseado nesta sondagem, a diferença entre o primeiro e o segundo seria de mais de 2.500 votos.

Na pergunta estimulada “Se os candidatos a Prefeito(a) de Macau forem esses citados,  em qual deles o(a) sr.(a) (você) votaria?”, o candidato Zé Antônio ampliaria a sua votação. Ele lidera com 38,1% da preferência dos eleitores, seguindo por Túlio com 25%, Décio com 6%, Edval com 1,2%, nenhum com 11,9% e não souberam dizer com 17,9%. Quando questionados sobre quem seria a maior liderança política de Macau, os entrevistados apontaram Zé Antônio em primeiro lugar com 21%, seguido de Flávio Veras com 10,2%, Túlio com 9,8%, Einstein com 2,1%, Decio 0,7%, Kerginaldo 0,5%, Toninho 0,2% e Coronel Fernandes 0,2%.

No quesito rejeição, o candidato mais rejeitado pelos eleitores macauenses é Tulio Lemos. Quando foi feita a pergunta estimulada “Em quais desses nomes citados, o(a) sr.(a) (você) não votaria de maneira alguma para Prefeito(a) de Macau?”, o candidato Túlio é o mais citado. Túlio é rejeitado por 17,1% dos eleitores. Em seguida, pela ordem, vem Zé Antônio (10,2%), Edval (6,2%) e Décio (5,5%).

Sub-comandante do Policiamento do Interior e 1º suplente do PSD critica governador Robinson e defende comandante exonerado


Face Major Fernandes

O Tenente-coronel da Polícia Militar, André Luis Fernandes (conhecido como Major Fernandes) saiu em defesa do Ex-comandante da PM, coronel Ângelo Dantas, e partiu para o ataque ao governador Robinson Faria em um texto contundente publicado em seu perfil na rede social Facebook.

O detalhe é que Major Fernandes é o primeiro suplente do partido do Governador do PSD a uma vaga na Assembleia Legislativa. Major Fernandes foi candidato a deputado estadual na eleição passada pelo PSD. Ele também é pré-candidato a prefeito de Macau pelo PSD.

Além disso é o sub-comandante do policiamento do Interior do Rio Grande do Norte. Mesmo sendo aliado e cargo de confiança do governador Robinson Faria, o Major Fernandes detonou o setor de Segurança Pública e a gestão Robinson Faria.

Eis a íntegra do texto do Major Fernandes:

“Venho a público externar minha indignação perante a decisão parcial e equivocada do Senhor Robinson Faria, governador do RN, na pasta da segurança pública. Ora, se quer mostrar verdadeiramente ao povo norteriograndense que é de fato o governador da Segurança Pública, que faça, então, a mudança de toda a cúpula da referida pasta.
Exonerar apenas o nosso Comandante Geral e não mudar o Delegado Geral nem tampouco a Secretária de Segurança Pública, não foi nem um pouco imparcial de sua parte, governador. E, pior, dizer que a gloriosa Polícia Militar não acompanhou a violência, imputando-lhe, injustamente, toda a culpa pelo caos em que vivemos, sem reconhecer que o sistema de segurança pública é uma engrenagem, na qual a PM é mais uma peça desse todo, que só funciona bem se todos os entes evolvidos cumprirem metas e mostrarem resultados, coisa que a PM vem fazendo, como sempre fez, mostrando resultados, todo santo dia, carregando a segurança pública nas costas, prendendo dezenas e mais dezenas de infratores, e apreendendo, igualmente, centenas de armas de fogo, e recuperando inúmeros veículos roubados, e retirando de circulação significativas quantidades de drogas, sobretudo de crack, a droga da morte, e salvando, enfim, incontáveis vidas no trânsito de Natal e de todo o estado elefante, convenhamos, governador, pegou mal pro senhor. Vossa Excelência errou feio, errou rude.
A população esperava uma grande mudança digna do homem que prometeu ser o governador da segurança pública. E eis que o senhor Robinson Faria, mal assessorado, só pode, cria um bode expiatório, sobre quem recai, injustamente, todo o fracasso das políticas de segurança pública do seu governo; como se a completa falência do sistema penitenciário do RN não fosse um dos principais geradores dos altos índices de criminalidade, atualmente; como se o déficit existente hoje de cinco mil policiais militares não fizesse a menor falta nas fileiras da gloriosa Polícia Militar do RN; como se, para ilustrar apenas um exemplo, somente três viaturas da PM (isso mesmo, somente três!) fossem suficientes para fazer a segurança de toda a zona norte de Natal, quando, em 2010, há seis anos, contávamos com catorze veículos patrulhando a zona norte.
Me solidarizo, neste momento, com o nosso Comandante, o Coronel Ângelo, homem digno, honrado, profissional dedicado, cujo comando sempre esteve pautado na ética, no equilíbrio e no diálogo. Além de excelente oficial, o Coronel Ângelo é historiador, protagonista da compilação de toda a História da PM-RN. Não merecia passar por tamanha injustiça. Não merecíamos! Igualmente, me solidarizo com todos os praças e oficiais, os quais, mesmo diante das inúmeras adversidades aqui já elencadas, continuam trabalhando, diuturnamente, para salvaguardar a sociedade potiguar, mesmo com o risco a própria vida.
Por fim, sugiro ao senhor governador que termine a mudança que começou, para ficar menos feio na fita com a polícia e, principalmente, com o povo, que não aguenta mais promessas não cumpridas. Substitua, portanto, a Secretária de segurança pública por alguém externo às polícias militar e civil, bem como crie duas subsecretarias de segurança pública, cujos subsecretários serão um Coronel fechado e um Delegado especial, para que haja equilíbrio. Não questiono aqui a competência da Sra Delegada a Dra Kalina Leite. Mas do que jeito que está a balança do bônus só pende para um lado; a sardinha só é puxada para a brasa de uma instituição, no caso, a Polícia Civil. Para a PM, coitada, com centenas de promoções atrasadas, só restou-lhe o ônus. E a culpa de toda a insegurança do estado. Até quando a Polícia Civil será blindada, Senhora Secretária? Até quando a PC vai se eximir da responsabilidade, da parte que lhe cabe neste latifúndio?”
TC PM Fernandes

Municipio alega crise financeira para cancelar tradicional Carnaval de Macau


Da Tribuna do Norte – Em meio à maior crise financeira e hídrica que assola boa parte dos municípios do Rio Grande do Norte, a tradicional festa de Carnaval realizado em Macau, localizada na região da Costa Branca potiguar, foi cancelada nessa terça-feira (19) pela empresa organizadora. A decisão foi tomada em meio ao impasses entre a prefeitura do município, a iniciativa privada e o Ministério Público Estadual (MPRN).

Na manhã de hoje (19), o empresário Serginho Lisboa, administrador da empresa responsável pela organização do “mela-mela” e das atrações da Arena Carnaval, divulgou nota nas redes sociais em que reforçou a impossibilidade de realizar a festa diante da falta de garantias oferecidas pelo município. “Poderíamos [realizar os eventos] se tivéssemos as garantias reais de segurança, saúde e infraestrutura para o carnaval. Busquei contato com o prefeito e não consegui. Precisava de garantias escritas e assinadas”, disse em nota.

Ainda segundo o empresário, o Ministério Público sinalizou que poderia intervir com medida cautelar caso a realização do carnaval se concretizasse, cancelando as atividades em cima da hora. Além disso, Lisboa acredita que o Carnaval está sendo alvo de “boicote” por “por quase todos que detém de influência política”, conforme afirmou na publicação.

A administração municipal recebeu recomendação do MPRN para não custear os festejos ligados ao Carnaval, como o pagamento de bandas e artistas que se apresentariam durante os dias de folia. Conforme adiantou TRIBUNA DO NORTE, em reportagem publicada no último domingo (17), o prefeito interino Einstein Batista declarou que a gestão acata a decisão do MPRN, mas garantiu a segurança e apoio necessário aos blocos de rua. “Esse apoio é necessário para garantir que Macau continue com um dos maiores carnavais do RN. O carnaval acontecerá de todo jeito, pois é uma manifestação popular e essa tradição não acabará de forma alguma”, disse.

Prefeitura não fará investimentos em bandas, mas garante apoio ao Carnaval de Macau


Seguindo uma recomendação do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) diante do caos financeiro instalado no Município, a Prefeitura de Macau não investirá recursos públicos na contratação de bandas para o Carnaval de Macau. Porém, o prefeito em exercício Einstein Barbosa garantiu que a Prefeitura dará todo o apoio necessário para a realização do evento entre os dias 6 e 9 de fevereiro. Einstein explicou que a Prefeitura já tem conversado com os organizadores do evento e garantirá apoio não apenas à eles, mas principalmente aos foliões e aos blocos de rua.

“A posição da Prefeitura é de obedecer a recomendação do Ministério Público, portanto, nós não vamos fazer investimentos com bandas, mas nós garantiremos a segurança e apoio necessário aos foliões e blocos de rua para realização do evento. Esse apoio é necessário para garantir que Macau continue com um dos maiores carnavais do RN. O carnaval acontecerá de todo jeito pois é uma manifestação popular e essa tradição não acabará de forma alguma”, disse. O Carnaval de Macau 2016, através da iniciativa privada com apoio do poder público, vai manter a tradição do mela-mela com as bandas Grafith, Inala e Galera do Kuarto e ainda continuar com os shows do Arena Carnaval com as atrações Gasparzinho, Farra de Rico, Ricardo Chaves, Dan Ventura, Rapaziada, Grafith e muito mais.

Justiça mantém prisão de prefeito suspeito de desvios em Macau, RN


O prefeito de Macau, Kerginaldo Pinto do Nascimento permanecerá preso, por decisão dos desembargadores do Tribunal de Justiça do RN. Kerginaldo foi preso durante a Operação Maresia, deflagrada pelo Ministério Público Estadual, que apura crimes contra o patrimônio público em Macau. Kerginaldo está afastado do cargo, e preso no Comando Geral da PM em Natal.

Flávio Veras é preso mais uma vez em operação do Ministério Público


Da Tribuna do Norte – O Ministério Público do Rio Grande do Norte deflagrou nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (4) o desdobramento da Operação Maresia, que que investiga a prática de crimes contra o patrimônio público no município de Macau, na região da Costa Branca. Ao todo, cinco mandados de prisão foram cumpridos, sendo um deles o do ex-prefeito Flávio Veras.

Esta é a segunda vez que Flávio Veras é preso durante uma ação do Ministério Público só em 2015. A primeira aconteceu no dia 23 de março, quando o ex-prefeito foi detido em virtude das investigações da Operação Máscara Negra, que investiga crimes de corrupção. O ex-prefeito foi denunciado pelo Ministério Público Estadual por peculato, superfaturamento na contratação de bandas e equipamentos para o Carnaval e outras festas no ano de 2011. Ainda segundo a MP/RN, foram presos também José Matias Alves Júnior, ex-secretário municipal; o advogado Miguel Fernandes de França; o atual chefe de gabinete da Prefeitura de Macau, Ailson Salustino Targino; e o vereador Joad Fonseca da Silva.

Projeto Transformando Destinos é lançado em Macau


O projeto Transformando Destinos foi lançado em Macau com o compromisso firmado pelo município em desenvolver ações em parceria com o Ministério Público do Rio Grande do Norte no enfrentamento da problemática das drogas e suas consequências.

O evento de lançamento do projeto na cidade ocorreu em dois momentos, sendo o primeiro deles em Macau, no Centro Cultural Porto de Ama, ao passo que o outro, em Natal, com a assinatura de Termo de Cooperação pelo Prefeito Einstein Barbosa e o Procurador-Geral de Justiça, Rinaldo Reis Lima.